No dia 11 vou votar Sim

February 7, 2007 at 2:34 pm Leave a comment

Vou votar Sim para mudar a lei. A lei que está em vigor, que permite decidir o que é vida intransigentemente. A Lei actual, que discrimina.
Vou votar Sim para não sujeitar as mulheres a um julgamento penal. Já bem basta o seu, moral. Já bem basta a dor solitária de quem decide, já bem basta a culpa que acarreta um acto desta dimensão. Não permitamos que essa dor passe por agulhas de tricot, por administração de mezinhas caseiras, por intervenções de faca num vão de escada.
Acabemos com os falsos moralismos e criemos condições médico e sanitárias para com dignidade tratarmos este flagelo que são as gravidezes indesejadas. Acompanhemos estas mulheres, eu, tu, qualquer uma de nós, e encaremos o problema de frente sem medo. Em vez de bancos de réus, dar-lhe-emos assento no lugar da dignidade na nossa sociedade. Lugar esse, de quem, em sofrimento, ultrapassou-se e responsavelmente decidiu. Ou lugar para quem em desespero se agrediu. Lugar para quem a vergonha levou ao caminho da morte.
Não se discute neste referendo o que é vida, mas sim a vida destas mulheres. Não se discute julgamentos pessoais, mas sim saúde pública.
No dia 11, vou votar sim, porque sou humana e como humana que sou, conheço a falibilidade em que a natureza nos envolve e como humana que sou, posso reflectir e pensar. E por isso digo, bancos de réus, não, obrigada.
Quero acrescentar que vivemos num país democrático. País onde a divergência de opiniões coabita. País de constituição laica onde os diferentes credos têm expressão. Com o voto Sim perpetuamos a liberdade de escolha. Incrementamos a autonomia e a maturidade que se pretende de um país avançado e moderno.
Com o voto Sim, esclarece-se. Com o voto Sim, apoia-se. Com o voto Sim, acaba-se a estigmatização.
Encaremos, também este voto Sim, no dia 11 de Fevereiro, como uma ascensão no caminho da cidadania, pelo voto e pela possibilidade de em conjunto construirmos um país melhor. País que, com a nossa força, dos jovens, irá para a frente. País que com as nossas ideias, evoluirá. Pais que com a nossa dinamização fará parte da Europa civilizada.
Sabe-se, pela experiência de outros país europeus, onde a prática do aborto se faz em estabelecimentos legais e autorizados, que a tendência é esta diminuir. Porque há mais esclarecimento e menos tabu. Porque se encara o problema das gravidezes indesejadas com outros olhos. Porque se vê nos projectos de maternidade e paternidade a evolução da humanidade, onde saúde psíquica e social são preponderantes.
Porque temos que começar por algum lado, no dia 11 de Fevereiro vou votar Sim, para dizer objectivamente Não à penalização das mulheres que, pelas suas razões, abortaram. Voto Sim porque acredito nelas. E porque, com este voto, ninguém vai impor à mulher o que fazer.
Dia 11 de Fevereiro, eu vou sair de minha casa para votar e vou votar: Sim.
E tu, dia 11, vais fazer o quê?

Sara Golçalves, actriz, Mandatária dos Jovens Pelo Sim

Entry filed under: Artigos, Artigos do Sim. Tags: .

Mães Pelo Sim Flash Mob Pelo SIM | 06.02.07

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Passa a mensagem!

EM AGENDA
JANTAR 1º ANIVERSÁRIO - 2ª, 11/2, 19h30 Cervejaria Trindade, Lisboa

Cartaz 2 - Movimento Jovens Pelo Sim

SITE DO MOVIMENTO JOVENS PELO SIM
WWW.JOVENSPELOSIM.ORG

CONTRIBUI PARA O NOSSO MOVIMENTO

INSCREVE-TE NA MAILING LIST DE INFORMAÇÕES

EM ANTENA & ARTISTAS PELO SIM

Estatísticas

  • 69,567 hits

Feeds

SIM no Flickr

Vota SIM à despenalização. Get yours at bighugelabs.com/flickr

%d bloggers like this: