Sabias que…

January 17, 2007 at 11:49 am 3 comments

Os métodos contraceptivos não são infalíveis. Segundo o último estudo da Associação para o Planeamento da Família, das mulheres que abortaram, 21% engravidou devido à falha do método contraceptivo utilizado.

http://www.apf.pt/activ/aborto_portugal.pdf

Entry filed under: Sabias que.... Tags: .

Em Antena: Assembleia de Movimentos do Sim II Países

3 Comments Add your own

  • 1. Vera  |  January 18, 2007 at 6:17 pm

    Se têm idade para umas coisas, também têm para outras.
    Maldita cegonha, ahm! Nem comprou bilhete.

    Já agora, gostava de vos colocar umas questões, dirigidas ao sexo masculino.:

    Partindo do princípio que vão votar “Sim” no referendo de dia 11 de FEvereiro, imaginem que a lei que vocÊs tanto defendem é aprovada. A vossa companheira engravida, sem querer. Quer abortar. Vocês não querem que isso aconteça, afinal o filho também é vosso e querem que ele nasça. O que vão fazer? Como se vão sentir sabendo que contribuíram para tal? DE que meios dispõeem para exercer os vossos direitos de paternidade? Não há? Numa altura em que a mulher já não é a simples dona de casa e o Homem começa a assumir um importante papel junto dos filhos, é justo e coerente que deixe de ter este direito?

    E mais:

    Imaginemos uma mulher que aborta Às 11 semanas. Já merece ir presa?

    Não pretendo nenhuma discussão. Apenas são questões que me estão na cabeça há algum tempo e gostava de saber a vossa opinião.

    Reply
  • 2. André Ferreira  |  January 18, 2007 at 9:03 pm

    Ah! Então o objectivo da “despenalização” do aborto, sempre é que este passe a ser usado como um simples método contraceptivo quando os outros falham.
    A sociedade age como se todos nós fossemos um mero conjunto de cães e cadelas com o cio, sendo que somos suficientemente aduros para engravidar ou ficar grávidos, mas não somos suficientemente maduros para acarretar com as consequências de cuidarmos de um filho. Somos todos muito responsáveis. Mesmo sem estarmos preparados, temos relações sexuais com o/a nosso/a companheiro/a e até nos protegemos, utilizando uma primeira linha de defesa, através do uso de um qualquer método contraceptivo convencional. Mas se a coisa dá para o torto, lá vamos nós ter com o Sr. Doutor paraq pedir-lhe que extermine a vida que a nossa companheira carrega no ventre.
    E leram bem…sim, eu disse VIDA, pois apesar de todo o alarido que se faz à volta da questão, apesar de todas as manobras de diversão, ainda há gente que, tal como eu, se vão informar junto da fonte e, em vez de perguntar ao Sr. Doutor Joãozinho da Esquina que, com um bocadinho de sorte até está filiado no Bloco de Esquerda, vão perguntar aos Big Bosses da especialidade. “Sra. Da. Organização Mundial de Saúde, quando é que a vida humana começa?” – ao que Ela responde – “Ai, não tomo posição! E para além do mais a posição dos médicos que me constituem é divergente.”
    Muito bem. Se a OMS não nos responde vamos perguntar, por exemplo à Ordem dos Médicos. “Cara Sra. Da. Ordem dos médicos, quando começa a vida humana?” – e esta responde-nos – “Olhe sabe que eu também não tomo posição, mas a maioria dos meus mais ilustres membros toma e diz que a vida humana começa no mumento da fecundação. Sabe que agora até alguns antigos Bastonários meus começaram a tomar posições sobreesta questão, mesmo em frente ao actual Bastonário, dizendo o que eu lhe respondi, sem que o actual Bastonário, ou alguém de direito lhes faça correcções ou tome posição contrária.”
    ~Mas para o caso de nãolhes chegar, desta vez vamos perguntar às Universidades Europeias e verá que a maioria nos dirá que a vida humana começa com a fecundação.
    Terminando o meu comentário, queria apenas em primeiro lugar citar Madre Teresa de Calcutá e depois fazer duas simples observações.
    “Se não queres o teu filho dá-mo.”
    Na verdade, se atendermos aos custos, ficará mais caro ao estado financiar os abortos em Portugal do que construir mais umas valentes dezenas de Aldeias S. O .S., que, como está provádo podem dar uma vida condigna a quem quer que as frequente. Finalmente acho que há outros aspectos mais importantes sobre os quais nos deveríamos debruçar. Eu dou-vos um exemplo. Uma tia minha teve um filho. Algum tempo depois, com cerca de trinta e poucos anos decidiu ter outro. Não conseguiu. Tentou de tudo, incluindo inseminação artificial e mesmo assim não conseguiu. Agora está a pensar em adoptar uma criança. O problema reside no facto de, se ela pedir para adoptar a tal criança, se calhar já será avó quando a bendita autorização para a adopção chegar.
    Por Favor pensem nisto e, se acharem que estou errado, se pensam que o que eu disse “não é bem assim”, contactem-me.
    Os melhores cumprimentos,
    André Ferreira

    Reply
  • 3. Helena  |  January 26, 2007 at 4:37 pm

    “Se têm idade para umas coisas, também têm para outras.”

    Ao contrário do já li por aqui e, por incrivel que possa parecer a muita gente, há quem veja o sexo também como um acto de prazer e não apenas como um simples “acto de acasalamento”!
    Não me diga que será (ou é) daquelas mães que é capaz de dizer a uma filha de 16 anos “se tiveste idade para fazer, também tens para ser mãe”!

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Passa a mensagem!

EM AGENDA
JANTAR 1º ANIVERSÁRIO - 2ª, 11/2, 19h30 Cervejaria Trindade, Lisboa

Cartaz 2 - Movimento Jovens Pelo Sim

SITE DO MOVIMENTO JOVENS PELO SIM
WWW.JOVENSPELOSIM.ORG

CONTRIBUI PARA O NOSSO MOVIMENTO

INSCREVE-TE NA MAILING LIST DE INFORMAÇÕES

EM ANTENA & ARTISTAS PELO SIM

Estatísticas

  • 69,566 hits

Feeds

SIM no Flickr

Vota SIM à despenalização. Get yours at bighugelabs.com/flickr

%d bloggers like this: